Português

ICA e MAUC realizam roda de conversa “A arte em couro do Mestre Espedito Seleiro” neste sábado (28)

23 de setembro de 2019

O Instituto de Cultura e Arte (ICA) e o Museu de Arte da Universidade Federal do Ceará (MAUC) realizam no próximo sábado (28), às 9h30, a roda de conversa “A arte em couro do Mestre Espedito Seleiro”, como parte da programação de encerramento da exposição “Espedito Seleiro – 80 anos de couro e alma”. Como convidados para falar sobre o tema contaremos com o pesquisador da cultura popular cearense, escritor e professor aposentado da UFC, Gilmar de Carvalho, as ex-alunas do ICA – UFC que pesquisam sobre o ofício do Mestre Espedito Seleiro, Adriana de Sá (Bacharela em Design-Moda – UFC) e Liana Dodt (Jornalista e Mestra em Comunicação pela UFC), além do artesão Francisco de Carvalho (Maninho), filho de Espedito Seleiro. A mediação será feita pela professora do curso de Design-Moda, Araguacy Paixão Filgueiras. A roda de conversa acontecerá no MAUC, e é aberta ao público.

O encontro propõe discutir os processos criativos e produtivos de fabricação de artigos em couro a partir do trabalho do Mestre Espedito Seleiro, e suas possibilidades de diálogo com a moda e o design.  O intuito é refletir sobre a posição do mestre na fronteira entre a tradição e a contemporaneidade, ao atualizar seu ofício e fazer criativo.

A roda de conversa faz parte de parceria estabelecida entre o Instituto de Cultura e Arte e o MAUC, para realização mensal de uma programação cultural conjunta que busca trazer um pouco da produção acadêmica e artística do ICA para dentro do Museu.

Sobre os convidados:

Gilmar de Carvalho – Foto: Rômulo Santos

Gilmar de Carvalho – Bacharel em Direito pela Universidade Federal do Ceará (1971) e em Comunicação Social (1972) pela mesma Universidade. Mestre em Comunicação Social, pela Universidade Metodista de São Paulo (1991). Doutor em Comunicação e Semiótica, pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1998). Sua área de interesse é o das relações entre a Comunicação e a Cultura. Professor do Departamento de Comunicação Social (de 1984 a 2010). Aposentado como Professor Associado Nível 2, em fevereiro de 2010. Entre os diversos livros publicados sobre tradição e cultura popular cearense, estão “Tirinete – Rabecas da Tradição” (2018), “Lyra Popular – O cordel de Juazeiro” (2006), e “Bonito Pra Chover: Ensaios sobre a Cultura Cearense” – Org. (2003).

Foto: divulgação Sistema Verdes Mares

Francisco de Carvalho (Maninho) – artesão e filho do Mestre Espedito Seleiro.

Adriana de Sá – Foto: Arquivo pessoal

Adriana de Sá Leite de Brito – Bacharela em Design-Moda pela Universidade Federal do Ceará (UFC); especialista em Educação pela Universidade Estadual do Ceará (UECE); mestra em Desenvolvimento Social e Meio Ambiente pela Universidade Federal do Ceará (UFC); doutoranda em Geografia pela Universidade Estadual do Ceará (UECE), com foco em Geografia Cultural e Econômica; cursando Licenciatura em Artes Visuais pelo Instituto Federal do Ceará (IFCE). Pesquisadora do Laboratório LEAT – Laboratório de Estudos Agrários e Territoriais (UFC), abordando a temática de valorização de culturas tradicionais, arte e expressões de identidade do povo brasileiro. Pesquisadora do Laboratório Viès – Núcleo de Economia Política (FEAAC UFC), abordando a temática de economia criativa, prospecção de novos negócios voltados para a sustentabilidade e economia criativa e ecológica.

Liana Dodt – Foto: Arquivo pessoal

Liana Cristina Vilar Dodt – Doutoranda em Design na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Mestra em Comunicação pela Universidade Federal do Ceará (2016), com dissertação intitulada “Espedito Seleiro: tradição e ofício de um artesão cearense”. Possui graduação em Comunicação Social / Jornalismo pela Universidade Federal do Ceará (2012). Professora de Jornalismo e de cursos na modalidade a distância (EAD) do Centro Universitário UNINTA, em Sobral (CE). Trabalhou como repórter no programa UFC TV e no jornal O POVO. Autora do livro-reportagem “Cine Diogo: o cinema azul”, publicado pela UFC (2012). Tem experiência nas áreas de Comunicação e Design, atuando principalmente nos seguintes temas: cultura e memória, design e cultura material, cidade e patrimônio, jornalismo cultural.

Araguacy Filgueiras – Foto: Jocastra Holanda

Araguacy Paixão Filgueiras – PhD em Engenharia Têxtil pela Universidade do Minho (2008), Mestre em Economia Rural (2003), Especialista em Engenharia Têxtil (2000) e Graduada em Economia Doméstica pela Universidade Federal do Ceará. Professora Associada do Curso de Design-Moda da Universidade federal do Ceará, Membro da elaboração do Roadmap Estratégico Setorial dos Produtos de Consumo 2015-2025 : Calçados, Confecções, Móveis. Experiência na área de Educação com ênfase em design, moda, artesanato e vestuário. Coordenadora de Projetos de Extensão Universitária.

 

SERVIÇO:

Roda de Conversa “A arte em couro do Mestre Espedito Seleiro”, com o prof. Gilmar de Carvalho, Francisco de Carvalho (Maninho), Adriana de Sá, Liana Dodt e Profª Araguacy Filgueiras

Programação da Exposição “Espedito Seleiro – 80 anos de couro e alma”

Dia 28 de setembro (sábado)
Horário: às 9h30
Local: Museu de Arte da UFC – MAUC

Realização: Instituto de Cultura e Arte e Museu de Arte da Universidade Federal do Ceará – Contato (85) 3366 9222 e (85) 3366 7481

Marcadores: